A idade de ser feliz – por Mário Quintana –

12/03/17 | postado por: Virginia Pinheiro

 

Existe somente uma idade para a gente ser feliz.

Somente uma época na vida de cada pessoa
em que se pode sonhar e fazer planos,
e ter energia bastante para realizá-los,
a despeito de todas as dificuldade e obstáculos.

Uma só idade para a gente se encontrar com a vida
e viver apaixonadamente,
com o entusiasmo dos amantes
e a coragem dos aventureiros.

Fase dourada em que se pode criar e recriar a vida
à imagem e semelhança
dos nossos desejos;
e sorrir e cantar, e brincar e dançar,
e vestir-se com todas as cores
e experimentar todos os sabores
e desfrutar de tudo com toda a intensidade,
sem preconceito nem pudor.

Tempo em que cada limitação humana
é só mais um convite ao crescimento;
um desafio a lutar com toda energia
e a tentar algo novo, de novo e de novo
e quantas vezes for preciso.

Essa idade tão especial e tão única
chama-se presente

E tem apenas a duração do instante que passa…

 

 

 

 

 

 

deixe um comentario no blog

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

2 Comentários:A idade de ser feliz – por Mário Quintana –
  1. Joanivan

    Adoro este poeta. Ele tem uma sabedoria enorme em palavras tão singelas. Quando penso nele me vem uma palavra, mais forte entre tantas : delicadeza.

    Cheiros,

    • MCelia

      Ele realmente é demais, não é mesmo , Jô? Delicadeza é a palavra que o define, beijinhos.