O tempo e as jabuticabas (texto de Rubem Alves)

18/01/15 | postado por: Virginia Pinheiro

 

Contei meus anos e descobri que terei menos tempo para viver daqui para frente do que já vivi até agora. Sinto-me como aquela menina que ganhou uma bacia de jabuticabas. As primeiras, ela chupou displicente, mas percebendo que faltam poucas, rói o caroço.

Já não tenho tempo para lidar com mediocridades. Não quero estar em reuniões onde desfilam egos inflados. Não tolero gabolices. Inquieto-me com invejosos tentando destruir quem eles admiram, cobiçando seus lugares, talentos e sorte.

Já não tenho tempo para projetos megalomaníacos. Não participarei de conferências que estabelecem prazos fixos para reverter a miséria do mundo. Não quero que me convidem para eventos de um fim de semana com a proposta de abalar o milênio.

Já não tenho tempo para reuniões intermináveis para discutir estatutos, normas, procedimentos e regimentos internos. Já não tenho tempo para administrar melindres de pessoas, que apesar da idade cronológica, são imaturas.

Não quero ver os ponteiros do relógio avançando em reuniões de “confrontação”, onde “tiramos fatos a limpo”. Detesto fazer acareação de desafetos que brigaram pelo majestoso cargo de secretário geral do coral.

Lembrei-me agora de Mário de Andrade que afirmou: “as pessoas não debatem conteúdos, apenas os rótulos”. Meu tempo tornou-se escasso para debater rótulos, quero a essência, minha alma tem pressa…

Sem muitas jabuticabas na bacia, quero viver ao lado de gente humana, muito humana; que sabe rir de seus tropeços, não se encanta com triunfos, não se considera eleita antes da hora, não foge de sua mortalidade, defende a dignidade dos marginalizados, e deseja tão somente andar ao lado do que é justo.

Caminhar perto de coisas e pessoas de verdade, desfrutar desse amor absolutamente sem fraudes, nunca será perda de tempo.

O essencial faz a vida valer a pena.

 

RubemAlves_thumb

 

Nossa homenagem ao grande escritor e educador Rubem Alves, morto no sábado, dia 19 de julho de 2014.

“Não haverá borboletas se a vida não passar por longas e silenciosas metamorfoses”.

Rubem Alves

 

deixe um comentario no blog

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

39 Comentários:O tempo e as jabuticabas (texto de Rubem Alves)
  1. Diógenes Sampaio

    Parabéns Rubem Alves, belo texto.

    • Virginia

      Esse texto, assim como todos os outros do Rubem Alves, são maravilhosos. Obrigada pela sua participação Diógenes, abraço

  2. juliana

    te amo amiga!!

    • MCelia

      Oi , Juliana , bem vinda ao Viva50!!! Amamos voce tambem !!! Bjs

  3. Janete Cunha

    Viver e ser feliz, sem ter que mostrar isso a alguem, simplesmente viver sem rótulos ou imaginar o que pensam a seu respeito.A sua própria opinião já vale e pronto.

    • MCelia

      Isso mesmo, Janete ! Bem vinda ao Viva50! Essa é uma das vantagens da vida madura …Bjs

  4. elisete

    Texto verdadeiro, penso exatamente assim! Adoro o blog de vocês! Bjss

    • MCelia

      Oi , Elisete, bem vinda ao nosso blog! Que delicia de comentario!!! Que bom que gostou do texto… bjs

  5. Sandra Parra

    Tenho me sentido muito assim, meu tempo se tornou escasso com rótulos, hoje quero debater essência, nao quero e nao posso mais perder tempo. Também tenho pressa, como ele mesmo diz: quero andar perto de coisas e pessoas de verdade.
    Desejo uma ótima semana a todos.
    Sandra Parra

    • Virginia

      Saudade de você querida amiga Sandra. Assim como você, acredito que todos nós estamos numa fase da vida onde o tempo é algo muito precioso, por isso é preciso sabedoria para usá-lo somente junto àqueles que realmente nos fazem bem. Uma ótima semana para você também.

  6. Maria Candida Junqueira Zacharias

    Maravilhoso texto !

    • MCelia

      Oi , Candinha é sempre uma delicia ver voce por aqui… Bjs

  7. Tiana Ribeiro

    Rubens Alves deixa transparecer, na simpleza do seu texto, a leveza de alma, a doçura, a ternura tecida em palavras… e a gente, aos cadinhos, vai se deixando enredar, apaixonar, se enroscar nele de tal forma que começa a sentir a poesia também.

    Assim é, assim será.

    Tiana

    • MCelia

      Verdade, Tiana! E seu comentario esta muito lindo , obrigada por suas palavras aqui no Viva50 , volte sempre, querida !Bjs

  8. Denise Maria Jonas

    Lindo texto….muito bom poder aproveitar da maturidade das pessoas, elas ensinam muito com pouco.

    • MCelia

      Ola, Denise, é tão bom ler um bom texto que parece que fala com a gente, não é mesmo? Um beijo para voce !

  9. Carmen Lins

    O texto “O tempo e as jabuticabas” não é de Rubem Alves e sim de Ricardo Gondim.

    • Virginia

      Olá Carmem, creio que você tem razão, depois de muito pesquisar constatei que o texto é mesmo de Eduardo Gondim e se chama “O tempo que foge” publicado em seu livro “Creio, mas tenho Dúvidas”. Obrigada pelo alerta. Bom fim de semana para você

    • Betty Vidigal

      É verdade!

  10. Cilene

    Viajei agora dentro dessas linhas, elas alcançaram o meu intímo e me calaram a voz; senti o peito apertado….Seu Rubens o sr foi muito feliz em tudo que de forma poética diz nesse texto.

    • Virginia

      Olá Cilene, um bom texto pode proporcionar a possibilidade de fazermos uma “viajem” pelo nosso mundo interno, parece que foi isso que aconteceu com você ao ler “O tempo e as Jabuticabas”. Um bom domingo, bj

  11. maria aparecida bueno lourenço

    Lindo e real.

    • MCelia

      Que bom que gostou, Maria Aparecida! Bom domingo para voce! Bjs

    • Virginia

      Olá Maria Aparecida, que bom que gostou. Bom domingo, bj

  12. mariah Santos

    Um Mestre!

    • MCelia

      Verdade, Mariah, um mestre , bjs !

  13. ANA FATIMA MACHADO

    FAZER VALER A PENA.

    • MCelia

      Exatamente, Ana Fatima!!! Bjs

  14. Jose Muniz

    Texto excelente, reflete bem aquilo que eu penso e já o disse a você

    Cidinha Muniz

  15. Conceição

    Gostaria de receber os textos pelo meu email. Obrigada.

    • MCelia

      Ola, Conceição, se voce assinalou que gostaria de receber nossos avisos de novos posts, voce recebera no seu email, ok? bjs

  16. Raimundo Miranda

    Texto enxuto, com franqueza, próprio dos que têm boa alma.

    • MCelia

      Que bom que gostou, Raimundo! Abraços.

  17. Izabel

    Primeiro quero parabenizá-las pelo site tão lindo e cheio de vida.
    Me fez muito bem, estou completando 50 anos este ano.
    Agora quero falar de Rubens Alves que sempre foi meu escolhido para ser lido em viagens pois, sua escrita é leve, profunda e encantadora.
    Já havia lido este das jabuticabas mas relembrá-la neste momento tão especial da minha vida, foi excepcional, foi escrito para mim (acho que para outras milhares de pessoas).
    Parabéns pela seleção de todo conteúdo do site, é meramente verdade que quem os fez são pessoas que já viveram grandes experiencias e agora nos presenteiam.
    Abraços,

    Izabel Malta

    • MCelia

      Obrigada pelas palavras, Izabel!!! Que bom que voce curte nossos posts! Volte sempre, é muito bom ter voce aqui com a gente! Bjs

  18. [email protected]

    Oi garota!
    Conheço o tal Padre Ricardo Gondim , foi eleito deputado pelo PV.
    Fiz uma pesquisa , o texto original é do Rubem , padreco fez adaptação.
    bjs
    Nilce

  19. Antonia Verônica

    Texto magnífico!!! Me idêntico com o mesmo,por isso ,leio sempre!

  20. sandra

    penso exatamente assim! Adoro o blog de vocês!
    bjos na alma !!

    • MCelia

      Ola, Sandra, e nós adoramos ter voce aqui no Viva50 com a gente!Beijos e uma ótima semana para você!