Doidas e Santas – por Martha Medeiros –

04/02/18 | postado por: Virginia Pinheiro

 

Doidas e Santas – por Martha Medeiros – 

 

Toda mulher é doida. Impossível não ser. A gente nasce com um dispositivo interno que nos informa desde cedo que, sem amor, a vida não vale a pena ser vivida, e dá-lhe usar o nosso poder de sedução para encontrar the big one, aquele que será inteligente, másculo, se importará com nossos sentimentos e não nos deixará na mão jamais.

Uma tarefa que dá para ocupar uma vida, não é mesmo? Mas além disso, temos que ser independentes, bonitas, ter filhos e fingir de vez em quando que somos santas, ajuizadas, responsáveis, e que nunca, mas nunca, pensaremos em jogar tudo para o alto e embarcar num navio pirata comandado pelo Johnny Deep, ou então virar loura e cafetina, ou sei lá, diga ai uma fantasia secreta, sua imaginação deve ser melhor que a minha.

Eu só conheço mulher louca. Pense em qualquer uma que você conhece e me diga se ela não tem ao menos três dessas qualificações: exagerada, dramática, verborrágica, maníaca, fantasiosa, apaixonada, delirante. Pois então. Também é louca. E fascina a todos.

Nossa insanidade tem nome: chama-se Vontade de Viver até a Última Gota.

Só as cansadas é que se recusam a levantar da cadeira para ver quem está chamando lá fora. E santa, fica combinado, não existe. Uma mulher que só reze, que tenha desistido dos prazeres da inquietude, que não deseja mais nada? Você vai concordar comigo: só se for louca de pedra.”

 

 

 

 

 

28 Comentários:Doidas e Santas – por Martha Medeiros –
  1. Bernedeth

    ADOREI!!!
    Verdade !!Isso mesmo!!!
    Mulheres são assim!!

    • MCelia

      Oi , Bernedeth, que bom que gostou , somos assim mesmo , não é? Bjs e bem vinda ao Viva50!

  2. Loreta DAmato

    Adoro suas publicações
    São fantásticas !
    Abraço grande
    Loreta

    • Virginia

      Olá Loreta, nós é que agradecemos a sua presença e participação no viva50. Grande abraço para você também!

  3. Marlene

    Amei…

    • Virginia

      Oi Marlene, é sempre bom lermos textos que nos acrescentam ideias e sentimentos né? Bjs

  4. Maria Lucia

    Olá

    O mundo ainda é cartesiano. A educação portanto é cartesiana. Temos de ser bons ou maus, feios ou bonitos, magros ou gordos, loucos ou normais. A complexidade de ser e estar é muito difícil de ser aceita. Passei muito tempo de minha vida brigando comigo mesma e tentando eliminar tudo que era ruim em mim… depois percebi que tudo que tinha de ruim , iluminava meu melhor lado. Era só colocar essas coisas ruins a meu favor. A mistura do bem e do mal me fazem humana e portanto interessante. Isso não quero dizer que devemos ser desequilibradas ou maldosas. Mas talvez incluir o que há de bom e de ruim em nós seja uma boa receita para viver. Gastamos muita energia, tentando eliminar o lado ruim e tentando ser perfeitas. Aceitar a imperfeição, a loucura, talvez seja a maneira de se tornar perfeita…
    beijos a todas e boa semana

    • MCelia

      Oi , Maria Lucia, belo comentario !!! Concordo com voce, nos aceitarmos como somos é o primeiro passo… Bjs

  5. Sandra Beltrão

    Muito bom !!!

    Adoro os seus textos !

    • MCelia

      Ola, Sandra, nós é que gostamos de ter voce aqui com a gente! Bjs

  6. Rose

    Adorei ,é assim mesmo a mulher as 50 ,pensei que fosse só eu ,rsrrsr mas vejo que não ,adoro meu geito de ser ,sou mulher que gosto de jogar conversa fora,rir ,beber e falar besteiras,e chamo muito a atêncão dos homens.

    • MCelia

      Rose, que bom que é assim , alegre, feliz! Continue assim, curta sua vida do melhor jeito possível!Um beijo grande e volte sempre!

  7. Erlete

    Adorei sou bem assim, exagerada, dramática, apaixonada, sonhadora…
    Ou seja nada normal.. Amor me divertir..Chegando aos cinquentinha..

    • MCelia

      Voce é super normal, Erlete!!! Seja feliz ! Bjs

  8. regina lúcia

    vivendo momento impar, marido que não me quer mais, mas não sai de casa, penso em crise da meia idade, mas não sei se esperar passar é negócio. Sou doida, com todos os sintomas citados acima e outros mais. A vida é mesmo uma caixa de surpresa.

    • MCelia

      Tente conversar com ele, Regina, veja se ele não quer procurar um medico para ver se esta tudo ok com ele. Deve ser mesmo a crise da meia idade, tenha um pouco de paciência com ele…E cuide-se tambem … bjs

  9. Dijane Ramos

    Gosto por demais desse blog, obrigada meninas..!!!!!.. e essa Matha Medeiros, escreve tudo que eu queria escrever e não sei… obrigada também… quero viver sempe me levantando da cadeira pra ver quem chegou….dá trabalho mas a vida dá trabalho né???beijos…

    • MCelia

      Ola, Dijane, mas é um trabalho bem bom, esta vida nossa, não é mesmo? Vamos fazer dela a melhor vida possivel e viver cada dia procurando fazer o que gostamos! Obrigada você por estar aqui com a gente com palavras positivas e otima energia! beijos

  10. sandra

    hahahaha, Ameiii. É BEM ISSO. rsrs. Martha Medeiros. Me sinto no meio dessas MARAVILHOSAS MULHERES..

    • MCelia

      Todas nós nos sentimos! Bjs

  11. sandra

    obrigada querida adorei !!
    sou mulher que gosto de jogar conversa fora,rir ,beber e falar besteiras.
    bjos na alma !

  12. Adalgiza

    Espetacular sua conclusao!
    Que bom!
    Conclui o quanto sou loucamente doida.

    • MCelia

      Somos todas, Adalgiza!!! Bjs

      • Gislene

        Estou procurando a doida, a “porta loka” que fui um dia.
        Eu era mais feliz…

        • Gislene

          Ops! “porra loka”!

        • MCelia

          Hahaha, Gislene, ainda bem que ja foi “porra loka”, porque tudo tem sua hora rsrsrs, agora é ser feliz sem precisar ser “porra loka”rsrsrs beijos

          • Gislene

            Essa expressão ” porra loka” choca né?
            Mas é no sentido de sr mais leve, desencanada, de viver, sem se cobrar tanto…
            A maturidade chegou para mim com muitas cobranças…

          • MCelia

            Não se precocupe Gislene, entendemos você… beijos